23 / maio / 2023
5 MIN.

Tipos de conteúdo

Rodrigo Botinhão

CEO e Fundador - Gear SEO

Sumário

Para entender quais são os tipos de conteúdo, é preciso saber suas definições. Basicamente, os conteúdos são definidos como qualquer informação estruturada em suportes diferenciados, como vídeos, textos, imagens ou até mesmo áudios. Resumidamente, são respostas para possíveis questionamentos e dúvidas acerca de um assunto.

Pensando nisso, deve-se fazer um conteúdo relevante e que apresente todos os dados necessários para que a informação seja entendida com clareza. Pode ser um endereço, precificação, localização, como é feito determinado tratamento ou produto, dicas e dados variados, entre outros.

E para que esse conteúdo seja assertivo, fazer sua categorização em um site ajuda a oferecer opções mais concretas. Isso aumenta a possibilidade de captação de leads, transformando os leitores em futuros consumidores e deixando-os muito mais próximos do site e da empresa.

Qual deve ser o tamanho do conteúdo?

Esse é um dos pontos que mais impacta a classificação do seu conteúdo, por mais que não gere ranqueamento direto do algoritmo. Isso porque conteúdos mais extensos precisam ser mais completos e detalhados, por isso acabam sendo mais aprofundados e respondendo muito mais dúvidas.

Por fim, tudo isso é definido de acordo com o tema que é abordado no texto, qual a persona e o público-alvo. Sendo assim, é importante que o tamanho do conteúdo responda às dúvidas do usuário com o máximo de clareza e objetividade.

Tipos de conteúdo mais utilizados

Existem vários tipos de conteúdo utilizados quando se fala em marketing de conteúdo, e na hora de escolher qual se adequa mais ao seu site ou blog é importante saber sua proposta de valor, seu público, intenção de busca e, assim, começar a produção.

Categoria

Os textos de categoria funcionam como uma loja de departamento que contém vários produtos e serviços em um mesmo conteúdo. É importante ressaltar todas as características e os principais diferenciais das mercadorias ou da empresa, fazendo uso de uma comunicação direta e com o objetivo de capturar possíveis compradores.

Produto

Já em textos de produto, você encontra todas as principais vantagens, características, materiais e detalhes da mercadoria. Nesse caso, é importante ressaltar que o consumidor está mais próximo de adquirir o item e, por isso, quanto mais informações, melhor.

Lista

A produção de conteúdo de lista une os produtos que já existem no site e estão sempre em atualização, sendo usada principalmente em e-commerce. Um exemplo de conteúdo em lista é quando surgem peças que estão em lançamento ou as mais vendidas de um site.

Website

A produção de conteúdo para web deve apresentar todos os produtos que o cliente oferece. Ou seja, a linguagem é 100% voltada ao cliente através da voz da marca, de acordo com a persona e com as páginas principais na home do site.

Glossário

O conteúdo de glossário conta com palavras-chave do nicho do cliente que não podem ser indexadas ou fazer parte outro tipo de conteúdo. Em resumo, é um guia dos assuntos que contém no site.

Blog

Conteúdos produzidos para blog devem ter uma linguagem leve e objetiva, com muita informação, dicas e curiosidades. O CTA (call to action) deve ser criativo e incentivar o leitor a tomar uma atitude de compra ou conhecer mais serviços prestados pela empresa.

Landing Page

Para landing page, o conteúdo deve ser destacado com o uso de bullets, sentenças curtas, destaque para benefícios da compra e todas as características principais dos produtos. Além disso, a chave para um bom conteúdo é encontrar boas imagens que deixem o texto atrativo, com elementos voltados para a conversão.

E-book

Um e-book é um dos tipos de conteúdo mais extensos e completos, porém sem palavras muito rebuscadas e frases grandes. Para evitar que a leitura fique cansativa, use H2, H3 e bullets, e lembre-se de fazer o leitor se interessar pelo produto vendido pela marca.

Infográfico

Um infográfico une informações verbais e visuais de forma rápida e fácil. Com muitas ilustrações, imagens e gráficos, transmite as informações necessárias. É importante lembrar que não ajuda em SEO diretamente, mas sim na captação de lead para realizar a conversão.

Uso de palavra-chave e campo semântico

Usar palavras-chave no conteúdo é extremamente importante, afinal, é dessa forma que o Google consegue indexar a página do site. Lembre-se de não exagerar nas repetições e focar na naturalidade da informação.

É justamente por isso que a semântica é essencial. O campo semântico é composto por palavras-chave secundárias que reforçam a palavra-chave principal. Assim, você consegue explorar todas as variações de palavras. O que facilita a leitura e compreensão do conteúdo do leitor e do Google.

Ou seja, além de ranquear com a palavra-chave principal, com um campo semântico bem feito e seguindo as recomendações do Google, a ideia é que a mesma URL também comece a ser posicionada para outras palavras do mesmo assunto.

Faça a otimização do seu conteúdo

É fundamental que além de um conteúdo robusto e completo, você não esqueça de utilizar cabeçalhos de título, subtítulos, negritos, itálicos e outras formas de estilizar o seu conteúdo sem deixar que fique pesado para leitura. Isso dirá ao Google quais são as partes mais relevantes do seu texto.

A Gear SEO é pioneira no desenvolvimento da categorização de tipos de conteúdo, e garante trazer bons resultados para os sites. Além disso, toda a escolha e processo é baseada em uma análise técnica que é essencial durante o planejamento, usando ferramentas com dados concretos e confiáveis.

Vamos começar um projeto de SEO com a sua empresa?

Fazer uma análise de SEO gratuita

Glossário de SEO